PREFEITURA JÁ REALIZOU 2.096 TESTES PARA COVID-19 E H1N1 EM MARÍLIA

A Prefeitura de Marília, por meio do setor de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde, informa que entre os dias úteis de 3 de junho e 15 de junho foram realizados 783 testes para Covid-19 e H1N1, totalizando 2.096 testes realizados até agora.

Do total de 2.096 testes, 1.947 foram para detectar o coronavirus e 149 para H1N1.

 

Dos testes para a Covid-19, 168 deram positivo para a doença (número divulgado no boletim oficial desta segunda-feira, dia 15). Em relação aos testes para H1N1 não foi registrado nenhum caso positivo.

Segundo Alessandra Arrigoni Mosquini, supervisora da Vigilância Epidemiológica de Marília, os 783 testes a mais realizados nos oito dias úteis entre 3 e 15 de junho, deve-se ao fortalecimento os procedimentos de testagem que são fundamentais para fornecer um diagnóstico mais fidedigno do quadro epidemiológico do Coronavírus no município.

“Todas as unidades de saúde que atendem sintomáticos para problemas respiratórios receberam os testes rápidos, que são aplicados nos pacientes que tiverem orientação médica para efetuar o teste”, disse Alessandra.

O secretário municipal da Saúde, Cássio Luiz Pinto Júnior, reforçou a necessidade das pessoas seguirem as regras de distanciamento social, uso de máscaras e higienização das mãos. “Se todos respeitarem as regras direitinho, evitando aglomerações e utilizando os meios já conhecidos para a proteção contra o coronavirus, poderemos evitar o crescimento dos casos na cidade.”
O prefeito Daniel Alonso destacou que a Prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde, tem adotado ações estratégicas com objetivo de proteger a vida e evitar a proliferação da Covid-19 na cidade.

“Desde o início de casos em Marília temos atuado no combate ao coronavírus. Montamos o Comitê de Enfrentamento, formado por profissionais de saúde e outros membros da sociedade civil, e temos discutido sempre medidas de prevenção, que é o ato mais importante, e agora estamos fortalecendo a realização de exames para podermos ter informações para tomadas das decisões do Comitê sobre a flexibilização ou não das atividades comerciais não essenciais”, disse o chefe do Executivo.

Fotos: Assessoria de Imprensa PMM