PODER PÚBLICO PEDE A POPULAÇÃO QUE EVITE O DESCARTE IRREGULAR DE LIXO E OBJETOS SEM USO

A Fiscalização da Prefetura vem detectado novos focos de descartes irregulares, mesmo com todas as informações e orientações passadas à a população quanto aos perigos dos descartes incorretos, que contaminam o solo e o lençol freático e servem como abrigos para animais peçonhentos, ainda encontramos locais recebendo resíduos que poderiam facilmente ter o destino correto, como a reciclagem, por exemplo.

Um dos pontos onde foi detectado descarte irregular foi à a praça da Igreja São Miguel. O local é destinado ao lazer e bem estar da população. Além de espaço agradável para convívio social, seu entorno possui pista de skate, pista de Cooper, além de bela área verde e demais itens urbanísticos que servem como atrativo para passeios e cuidados com a saúde.

O chefe do Executivo ressaltou que a grande maioria dos marilienses colabora com os cuidados ambientais, mas, infelizmente, um ou outro ainda insiste em realizar descartes incorretos, livrando-se de seu problema individual de forma irregular, e dividindo ele com toda população.

 

“Quando uma área pública é afetada de alguma forma negativa, atinge diretamente toda população da cidade, uma vez que esta área pertence ao coletivo. O povo é o dono do patrimônio público. E esses cuidados geram despesas desnecessárias”

Denúncias podem ser feitas pelo telefone (14) 3402-6000 – Divisão de Fiscalização de Posturas.