Marília registra a abertura de 2.027 novas empresas

Os dados das novas empresas foram divulgados nesta quarta-feira, dia 5 de agosto, pela Prefeitura de Marília, através do Centro de Pesquisa e Informação, mostram que nestes primeiros sete meses do ano, Marília registrou a abertura de 2.027 empresas, sendo 321 empresas gerais e 1.706 MEIs (Microempreendedores Individuais), com um capital total de R$ 25.798.091,00.

A maioria das empresas abertas desde janeiro até 31 de julho foi na região central da cidade com 27,2% do total, seguida pela zona leste com 22,1%%. A zona norte teve 20%, a zona sul ficou com 16,5% e a zona oeste registrou 14%.

Em 2019 neste mesmo período foi registrada a abertura de 2.336 novas empresas, sendo 449 gerais e 1.887 MEIs com um capital total de R$ 28.578.125,00.

O secretário municipal do Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico, Nelson Mora, voltou a lembrar de quer apesar dos números totais deste ano até aqui estarem um pouco abaixo do mesmo período do ano passado, o resultado é positivo, levando-se em conta que a economia mundial está desacelerada por causa da pandemia da Covid-19.

”A economia mundial já vem apresentando problema de crescimento desde o fim do ano passado. Com a pandemia e esta incerteza se abre ou fecha, alguns empreendedores preferem esperar para iniciarem novos empreendimentos”, disse o secretário.

Graças às ações do prefeito Daniel Alonso, que tem seguido rigorosamente os critérios técnicos para muitas vezes divergir da posição em que o estado coloca Marília, os números não são menores. “Muitos empreendedores acreditam na gestão do prefeito Daniel Alonso e, mesmo com a pandemia, podemos ver que os números não estão tão abaixo do mesmo período de 2019”, afirmou Nelson Mora.

O prefeito Daniel Alonso também falou sobre os números de aberturas de novas empresas na cidade neste período. “Estes números demonstram que com todos estes percalços causados pela retração da economia nacional, que já vinha acontecendo antes da própria pandemia, Marília continua se desenvolvendo e mostrando empreendedorismo. Seguiremos trabalhando para conciliarmos a preservação de vidas com a preservação das empresas e dos empregos na cidade”, disse o chefe do Executivo.

Por fim leia mais O Mariliense.

Fonte: Comunicação PMM.