Prefeito Daniel Alonso comemora Marília estar entre as três cidades com menores taxas de mortes no trânsito

O prefeito Daniel Alonso destacou o estudo científico realizado pela USP (Universidade de São Paulo) de São Carlos, que colocou Marília entre as três cidades com menores taxas de mortes no trânsito.

Marília teve média de 4,93 mortes no trânsito a cada 100 mil habitantes, resultado que a deixa no terceiro lugar em segurança nas ruas entre as 26 maiores cidades do Estado de São Paulo, atrás apenas de São Carlos e Bauru.

O estudo da USP de São Carlos avaliou os dados de 2017, 2018 e 2019 nos municípios paulistas com mais de 200 mil habitantes. Por outro lado, o trânsito que mais mata, de acordo com esse levantamento, é o de São José do Rio Preto, que alcançou a média de 9,75 mortes a cada 100 mil habitantes.

Se fosse considerado apenas o ano de 2019, Marília ficaria em primeiro lugar entre as 26 maiores cidades do Estado, com o registro de oito mortes no trânsito, o que gerou uma taxa anual de 3,35 mortes por grupo de 100 mil habitantes.

“Esse estudo da USP vem comprovar que as nossas ações no trânsito de Marília, realizadas em conjunto com a equipe da Emdurb (Empresa Municipal de Mobilidade Urbana), vêm alcançando resultados plenamente positivos. Temos feito várias intervenções no trânsito, com a instalação de novos dispositivos viários e conjuntos semafóricos, além do Projeto Cidade Mirim de Trânsito, que já prepara e dá noções de segurança no trânsito para os futuros motoristas. Vamos continuar investindo para que Marília seja uma cidade com trânsito cada vez mais seguro para todos”, afirmou Daniel Alonso.

O presidente da Emdurb, Dr. Valdeci Fogaça, afirmou que o resultado positivo demonstrado pela USP de São Carlos é fruto de um trabalho conjunto com o Poder Executivo. “Desde que assumi a Emdurb, o prefeito Daniel Alonso disse que a segurança no trânsito era uma das prioridades da gestão e não mediria esforços para que Marília se tornasse uma cidade com trânsito seguro. A partir daí começamos a desenvolver algumas ações e intervenções, alcançando os objetivos, como demonstrado por esse estudo científico.”

A mortalidade no trânsito em Marília é menor que as seguintes cidades ou região: região metropolitana de São Paulo, Taubaté, Sumaré, São José dos Campos, Campinas, Jacareí, Americana, Piracicaba, Jundiaí, Indaiatuba, Hortolândia, Rio Claro, São Vicente, Limeira, Ribeirão Preto, Sorocaba, Guarujá, Presidente Prudente, Santos, Araraquara, Praia Grande e Franca, além de São José do Rio Preto.

Por fim leia mais O Mariliense

Fonte: Comunicação PMM