Prefeito e equipe técnica comentam a reclassificação de Marília para a Fase Amarela do Plano SP

O Prefeito Daniel Alonso realizou no final da tarde desta sexta-feira (04) a coletiva semanal para falar sobre as novas ações de flexibilização e controle do Corona Vírus.  E também para comentar sobre a reclassificação da região de Marília para a Fase Amarela do Plano São Paulo. O anúncio da reclassificação foi feito no início da tarde de hoje pelo Governador do Estado, João Dória.

Daniel Alonso fez questão de lembrar que a atual fase Amarela do Plano SP corresponde à antiga fase Verde, já que foi feita uma “calibragem” do projeto inicial do Plano. “É sempre bom ressaltar que Marília e região foram prejudicadas pelo método estadual e critério de números, principalmente durante a sua implantação no mês de junho”, disse.

Ranking

“Mas quando olhamos ainda hoje os números de Marília, fica interessante fazer uma comparação com outras cidades. Marília é a primeira entre as 20 cidades com mais de 100 mil habitantes com menor índice de óbitos do estado de São Paulo”, afirmou o Prefeito, se referindo ao ranking que foi organizado pela Comissão de Estudos Epidemiológicos para Enfrentamento da Covid-19 da ABRAMET (Associação Brasileira de Medicina de Tráfego).

“É claro que não estamos comemorando óbitos. Mas estamos comemorando o excelente trabalho que vem sendo feito no enfrentamento a pandemia na nossa cidade. Desde a atenção básica aos hospitais, aos nossos profissionais da saúde e aos protocolos de atendimento e medicação. Até a estrutura, a rede Covid que montamos, as ações, principalmente epidemiológicas, o monitoramento e estudo e todo esse trabalho árduo que é realizado por toda nossa equipe”, disse ainda o Chefe do Executivo.

Reabertura após a reclassificação para a Fase Amarela

Com a reclassificação de Marília, o comércio em geral poderá funcionar oito horas por dia, das 9h às 17h. No entanto, deverá atender com capacidade limitada a 40% da lotação total. O Marília Shopping e o Esmeralda Shopping funcionarão das 12h às 20h, inclusive aos domingos. As praças de alimentação também funcionarão, desde que alocadas em espaços arejados.

Os restaurantes e bares estão autorizados a funcionar por oito horas, podendo utilizar a divisão de turnos, com horários definidos pelos estabelecimentos. Os clubes da cidade também poderão atender por 8 horas.

No caso das academias, será permitido o funcionamento com lotação máxima de 30% e também durante 8 horas por dia. Salões e barbearias deverão fazer agendamento prévio, com hora marcada, exigir o uso de máscaras e ofertar álcool para os clientes.

Está permitido a realização de eventos de pequeno porte e o funcionamento de buffets, inclusive os infantis, desde que não gerem aglomerações.

É preciso manter todas as medidas e protocolos de saúde já orientados antes, como uso de máscaras, o distanciamento social e a utilização de álcool gel em todos os estabelecimentos e serviços. Com a reclassificação, Marília e toda a região da DRS-IX (62 municípios) terão uma flexibilização maior das atividades já a partir deste sábado, dia 5 – a nova quarentena irá até o próximo dia 19.

Testagem

De acordo com os dados apresentados durante a coletiva, pelo supervisor da Vigilância Sanitária, Luciano Vilela, desde o inicio da pandemia já foram realizados 18.576 testes na cidade de Marília.

Até o dia 28 de agosto, foram 6.336 testes sorológicos, 5.560 exames RT-PCR (cotonete) e 6.540 testes rápidos.

Por fim, leia mais em O Mariliense