Coraíni e João do Bar decidem arquivar CP contra Professora Daniela

A CP (Comissão Processante), que apurava a conduta da vereadora Professora Daniela (PL), na Câmara Municipal de Marília, apresentou na manhã desta segunda-feira, 28, o relatório final, que definiu o arquivamento do pedido de cassação da vereadora por suposta quebra de decoro. A vereadora ficou conhecida por suspostamente ter dado uma “carteirada” durante uma fiscalização de trânsito onde sua filha dirigia. Veja o caso aqui.

Coraíni no entanto definiu que não existem provas de quebra de decoro e que as ações envolvendo especificamente os policiais devem ser discutidas pela própria corporação.

“Em nenhum momento a acusada pediu ou requereu intervenção ilegal usando o cargo de vereadora. Tão somente solicitou informações sobre como deveria proceder diante da situação de momento enfrentada. Não se encontra qualquer menção do uso do cargo de vereadora, não se caracterizando quebra de decoro”, relatou Coraíni.

Também fazem parte da Comissão Processante os vereadores João do Bar (PP), que acompanhou o voto do relator, e Albuquerque (PSDB), que se posicionou pela continuidade do processo e disse ver quebra de decoro e tráfico de influência nas ações de Daniela. Clique aqui para lembrar a abertura da CP.

Por fim leia mais O Mariliense