Hemocentro perde 1.193 doadores em 2020 e entra em situação crítica

Desde o começo da semana o Hemocentro de Marília apresenta queda nos estoques de todos os tipos sanguíneos, ficando os estoques abaixo do mínimo recomendado. Neste sentido, fica comprometido o atendimento integral as necessidades de saúde da população de Marília e região. A causa é a redução no número de pessoas doando sangue, ocasionando o baixo estoque de hemocomponentes.

A situação é um reflexo da pandemia que retraiu 10% dos doadores assíduos ou 1.193 doadores que deixaram de doar esse ano se comparado com o mesmo período do ano passado. De 1 de janeiro a 20 de outubro de 2019 o Hemocentro coletou sangue de 12.465 voluntários. Neste ano, no mesmo período, foram apenas 11.272 voluntários.

Para doar sangue basta ter idade de 16 a 69 anos (pessoas acima de 60 anos só podem doar se já tiverem doado antes dessa idade, menores de 18 precisam estar acompanhados do responsável legal), ter acima de 50 kg, ter dormido no mínimo 6 horas nas últimas 24h; evitar jejum e alimentos gordurosos nas últimas horas; apresentar documento de identidade original com foto atual, emitido por órgão oficial (RG, Carteira de Habilitação, Carteira de Trabalho ou Previdência Social); não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas; não ter fumado tabaco por no mínimo 2 horas antes da doação; não ter praticado exercícios físicos exagerados nas últimas 24 horas.

O Hemocentro fica na Rua Lourival Freire, 240, e a doação pode ser feita das 7h às 13h de segunda a sábado, com ou sem agendamento de horário. Mais informações pelo telefone 3402-1851.

 

Por fim leia mais O Mariliense

Fonte: Imprensa HCFAMEMA