Prefeito Daniel Alonso reduziu em 60% mortes no trânsito desde 2017

A prefeitura de Marília durante a administração o prefeito Daniel Alonso, venceu o desafio de tornar o trânsito nas ruas da cidade mais seguro, com a redução do número de acidentes e de óbitos. Segundo o próprio prefeito lembra, “quando assumimos a administração municipal o trânsito era mais um desafio a ser enfrentado. Com um trabalho sério da equipe da Emdurb desenvolvemos uma série de ações que tornaram o trânsito da cidade bem mais seguro, o que é comprovado pelos dados do Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo (Infosiga). Temos que continuar trabalhando para reduzir ainda mais os indicadores e, com a colaboração de motoristas, motociclistas e pedestres, tornar as vias públicas cada vez mais seguras para todos”, disse.

Entre as ações principais desenvolvidas pela administração municipal, em parceria com a Empresa Municipal de Mobilidade Urbana (Emdurb), destaque para a instalação de vários conjuntos semafóricos em pontos estratégicos da cidade; a remodelação de alguns dispositivos viários, como da Avenida Castro Alves e da Avenida da Saudade; o projeto Cidade Mirim de Trânsito, que leva conscientização sobre as leis de trânsito para as crianças entre outras.

Esse conjunto de ações e investimentos públicos trouxe como resultado uma redução de 60% no número de mortes no trânsito: 36 vítimas fatias entre 2016/2019 contra 90 mortes entre 2013/2016.  Se compararmos o número atual de mortes no trânsito nas vias públicas da cidade em relação ao ano de 2015, quando os dados passaram a ser disponibilizados pelo Infosiga SP, o município de Marília diminuiu em 71,43%.

Para o presidente da Emdurb, Valdeci Fogaça, a redução do número de mortes no trânsito de Marília é resultado de um trabalho sério apoiado pelo prefeito Daniel Alonso em conjunto com as parcerias público-privadas e da Polícia Militar, que segundo Fogaça têm sido fundamentais para a realização das ações. “Outro agente importante é o Fórum Paulista que tem nos dado todo suporte para que possamos atingir o objetivo principal: preservação da vida.” Ele ressalta ainda que “o principal objetivo é sempre realizar ações que visem à preservação da vida humana e, neste sentido, os resultados estão aparecendo. Gradativamente conseguimos reduzir o número de óbitos e a nossa expectativa é que em 2020 tenhamos o menor número desde 2015, quando o Infosiga começou a divulgar esses dados”, finaliza.

 

Por fim, leia mais O Mariliense

Fonte: ASSESSORIA DANIEL ALONSO