Secretaria da Saúde e Procon alertam para cuidados na Black Friday

A Black Friday, promoção de grandes descontos em lojas virtuais e físicas de todo o país, acontece nesta sexta-feira, dia 27 de novembro. O momento é muito esperado por diversos consumidores, mas é necessário ter atenção às ofertas e condições de compras para não ter prejuízo ou cair em golpes.

O Procon de Marília fará ações especiais para orientar e atender os consumidores um dia antes. Na quinta-feira (26) equipes do Procon irão às ruas para um atendimento a demandas de denúncias, fiscalização e monitorar preços na cidade.

Na sexta-feira (27) o Procon terá plantão Black Friday com fiscalização na rua, realizará uma ação na Ilha formada no entroncamento das ruas 9 de julho e Tancredo Neves, das 9h às 16h30. Nesta ação os consumidores receberão material de orientações sobre os cuidados que devem tomar.

Além deste trabalho o Procon mantém serviço presencial na sede da instituição, ao lado do Ganha Tempo, seguindo todas as medidas sanitárias para prevenção contra a Covid-19. Também atende pelo telefone (14) 3401-2466 e mantém orientações na página do Facebook (https://www.facebook.com/mariliaprocon).

Segundo o diretor do Procon de Marília, Guilherme Moraes, o consumidor precisa ter muito cuidado, muito critério. “Os consumidores devem se planejar para as compras, monitorando os preços dos artigos que desejam com antecedência, podendo assim acompanhar as oscilações de valores para saber se o desconto dado e o preço final realmente valem a pena”.

O diretor do Procon Marília lembrou ainda que é preciso cuidado nas compras com averiguação de informações sobre os produtos, preços e formas de pagamento. “A informação tem que chegar de maneira precisa e isso tudo é essencial para boa relação de consumo”, explica o diretor. Em nível estadual, o Procon já mantém uma lista de sites suspeitos ou com denúncias de irregularidades que devem ser evitados pelos consumidores.

SAÚDE

A Vigilância Sanitária de Marília também dá algumas dicas sobre como o contribuinte deve proceder ao se dirigir a uma loja física durante a Black Friday na pandemia, sendo obrigatório de máscara de proteção facial e de álcool em gel ao sair para as compras.

Os estabelecimentos são obrigados a exigir o uso de máscaras para adentrar às lojas e manter disponível álcool em gel para colaboradores e clientes dentro das lojas, além de promover o distanciamento social. Manter janelas e portas abertas para deixar o ambiente arejado e controlar o acesso de até 40% da capacidade de pessoas no interior da loja.

Mesmo que o estabelecimento não deixe isso claro, é importante que cada consumidor faça a sua parte para prezar pela saúde própria e das outras pessoas que frequentam o local. Luciano Villela, supervisor da Vigilância Sanitária, orienta para que durante o período da Black Friday muitos estabelecimentos pratiquem horários de funcionamento especiais. Por isso o interessante é optar por realizar as compras em horários fora do pico de fluxo como, por exemplo, após as 20h.

Ele orienta ainda para que os consumidores interessados em comprar roupas evitem ao máximo experimentar as peças, principalmente em lojas de departamento, onde as unidades estão acessíveis a qualquer pessoa na loja. “Pesquisas relacionadas à sobrevida do novo Coronavírus em tecidos fora do organismo humano indicam que o vírus pode sobreviver de 72 a 96 horas em panos”.

Outra recomendação é em relação às praças de alimentação, que podem ser um local de grande circulação e disseminação do vírus, pois, na maioria do tempo, as pessoas estão sem suas máscaras para se alimentar. “Quem puder evitar melhor, mas quem não puder, que se lembrem do protocolo de segurança, uso de álcool em gel, higienização das mãos e do local onde vai fazer a refeição, evitando aglomeração de pessoas em ambiente fechado”, disse o supervisor da Vigilância Sanitária.

 

Fonte: Comunicação PMM

 

Por fim, leia mais em O Mariliense

Compartilhe a leitura