Mulher Empreendedora: Conselho da Associação Comercial cria comissões de trabalho

O Conselho de Mulher Empreendedora e da Cultura, da Associação Comercial e Industrial de Marília, criou seis comissões de trabalho como forma de ampliar a atuação das conselheiras e agilizar a performance do grupo de forma organizacional.

“O grupo é bem atuante independente da quarentena”, disse o presidente da associação comercial mariliense, Adriano Luiz Martins, ao elogiar a performance do grupo que vem se destacando no âmbito estadual. “As conselheiras sempre foram marcantes nas ações que realizam”, reconheceu o dirigente ao lembrar o desenvolvimento do grupo que já se destacava antes mesmo da oficialização do Conselho da Mulher Empreendedora e da Cultura (Cmec), que passou a fazer parte das atividades da associação comercial ao lado do Conselho do Jovem Empreendedor e o Conselho do Advogado Empreendedor.

As seis comissões de trabalho criadas são: Marketing, Parcerias e Receitas, Social, Planejamento e Ações, Dinâmica Empresarial e Operacional. “Todas as comissões de trabalho se relacionam entre si, porém, cada uma terá as próprias atribuições de funções dentro do conselho”, explicou a coordenadora Maria Cristina Silva, responsável pelo conselho.

“Cada comissão tem uma responsável que coordenará os trabalhos de forma específica”, disse ao apontar: Maria Leopoldina (Marketing), Cíntia Marcuci Torres (Parcerias e Receitas), Andrea Fernandes (Social), Simone Souza (Planejamento), Alessandra Defensor (Dinâmica Empresarial) e Ana Cristina da Silva (Operacional). “Junto a diretoria do conselho vamos nos organizar e programar as ações que acontecerão de forma frequente”, falou.

A Comissão de Marketing cuidará da identidade e a comunicação visual do conselho, enquanto que a Comissão de Parcerias e Receitas pretende prospectar parcerias e apoio nas atividades do conselho. A Comissão Social é quem coordenará as ações sociais e filantrópicas do grupo, e a Comissão de Planejamento pretende organizar e estruturar as ações do grupo mariliense.

O objetivo da Comissão de Dinâmica Empresarial é a de criar oficinas em que cada conselheira pode contribuir com as próprias experiências, ficando a Comissão Operacional para organizar e estruturar cursos, “workshop”, reuniões e outros detalhes. “A ideia é que mais pessoas participem da organização e na realização do Conselho, não sobrecarregando e compartilhando funções”, explicou Maria Cristina Silva entusiasmada com o organograma desenvolvido.

Para o presidente da Associação Comercial e Industrial de Marília é importante que os conselhos sejam autônomos, com liberdade para criarem atividades e que atendam os objetivos a que foram criados, sempre com o acompanhamento da diretoria executiva da entidade.

“No caso da “mulher empreendedora” o grupo é numeroso, as ideias são muitas e as realizações já são efetivas, e as comissões de trabalho ajudarão a fortalecer o conselho e a promover mais ações pontuais”, acredita Adriano Luiz Martins satisfeito com a atuação dos três conselhos que, mesmo na pandemia, não deixaram de atuar e estão buscando alternativas para os segmentos em que atuam.

“Cada um dentro da área de atuação tem feito trabalhos muito interessantes e dignos de serem acompanhados”, falou entusiasmado o presidente da associação comercial local.

 

Por fim, leia mais O Mariliense