Certificações garantem a qualidade e rastreabilidade com boas práticas no cultivo nos processos de produção na Intercoffee

Origem da produção, práticas de cultivo, tipo de colheita: todos os processos envolvidos na produção dos alimentos interessam cada vez mais os consumidores e empresas. No cenário cafeeiro, essa realidade é parecida e as certificações de café são utilizadas para determinar a qualidade dos produtos e garantir mais sustentabilidade.

Certificar um produto comprova que o produtor ou a indústria seguem todas as normas exigidas. Para ser certificado, o café precisa cumprir uma série de requisitos e, após sua obtenção, deve apresentar balanço de fluxos, entrada de insumos, produtividade por hectare, registro de colheita, registro de venda, assim como os itens necessários para a manutenção dessas certificações. 

A Intercoffee, um dos grandes nomes da indústria cafeeira Mariliense conta com importantes certificações que garantem a qualidade e rastreabilidade de como eles são produzidos em suas fábricas.

Uma delas é a IBD, a maior certificadora de produtos orgânicos e sustentáveis da América Latina que garante a rastreabilidade do café orgânico desde a plantação até a produção e envase certificando produtos orgânicos, biodinâmicos e de agricultura sustentável, socioambiental com reconhecimento internacional.

Para obter essa certificação, a IBD busca por produtos mais saudáveis e adequados para o meio ambiente, produção sem agrotóxicos na produção orgânica ou com uso controlado na agricultura sustentável.

Já a fazenda e fábrica da Intercoffee contam com o selo de sustentabilidade da UTZ, uma das certificações de café mais respeitadas do mundo. O programa visa proporcionar cultivo e fornecimento de café responsável, oferecendo segurança em toda a cadeia de produção.

A UTZ é cedida em torno de duas questões extremamente relevantes: a origem do café e como ele foi produzido. O programa possui um sistema de rastreamento pré-certificação, que garante boas práticas na plantação.

Mas a qualidade do café consumido é algo de extrema importância. Para isso a Intercoffee possui o selo mais conhecido e fundamental para os cafés vendidos no país, o Selo da Associação Brasileira da Indústria de Café – ABIC.

O selo garante a pureza do café comercializado, certificando que o produto não possui adulteração ou misturas. As marcas contempladas contam com um processo de produção sustentável, respeitando o meio ambiente e os produtores e é claro garantem uma produção com a qualidade que os consumidores esperam.

Para a Intercoffee, essas certificações simbolizam o orgulho e a seriedade com que seus profissionais atuam no mercado garantindo assim um produto único em sabor, aroma e nas práticas sustentáveis.

 

Por fim, leia mais O Mariliense