Fundo Social entrega cestas básicas e biscoitos no CDHU

O Fundo Social de Solidariedade de Marília, representado pela primeira-dama e presidente Selma Regina Mazuqueli Alonso, realizou na última terça-feira, dia 14 de setembro, a entrega de cestas básicas e biscoitos às famílias necessitadas do Conjunto Habitacional Paulo Lúcio Nogueira (CDHU), na zona sul da cidade, dando sequência à Campanha “Doe! A Fome Não Espera”.

A presidente do Fundo Social foi recepcionada por líderes comunitários e elogiou a organização das famílias para o recebimento dos alimentos. “Estamos felizes porque as pessoas estão conscientes da necessidade de continuar fazendo uso de máscaras e da higienização das mãos. Os moradores do CDHU estão de parabéns e só tenho que agradecê-los pela receptividade e pela forma que se organizaram para receber esses alimentos”.

A primeira-dama lembrou que as famílias contempladas são definidas pelas próprias associações de moradores e líderes de bairro. “São eles que conhecem melhor a realidade de cada comunidade e, desta forma, a gente consegue fazer uma entrega mais justa, beneficiando realmente aquelas pessoas que estão mais precisando.”

A presidente do Fundo Social agradeceu o apoio das empresas e dos parceiros do Fundo Social. “As empresas e os nossos parceiros têm sido fundamentais para que consigamos dar sequência ao trabalho de atender às famílias mais necessitadas. Sem esse apoio, isso não seria possível. Agradeço a cada um deles pelas doações e peço que Deus abençoe a todos.”

O Fundo Social continua recebendo doações de alimentos em sua sede, que fica na rua 9 de Julho, 1.600, entre a rua 24 de Dezembro e a avenida Santo Antônio, de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h. “Quem puder doar alimentos a gente agradecer, pois o Fundo Social precisa dessas doações para continuar fazendo o seu trabalho de atender às pessoas que mais precisam. A nossa equipe está pronta para receber essas doações e qualquer dúvida é só entrar em contato com o Fundo Social pelo telefone 3417-6650”, afirmou Regina.

 

Por fim, leia mais O Mariliense

Compartilhe a leitura