Juliano da Campestre ingressa na justiça com uma ação popular contra Eixo SP

Após receber mensagens de texto e áudios de moradores e usuários da estrada rural do distrito de Jafa que teve seu acesso bloqueado recentemente pala concessionária Eixo SP, Juliano da Campestre ingressou na justiça com uma ação popular contra a concessionaria, que de maneira injustificada impede o tráfego na estrada que fica as margens da rodovia SP 294, através de um bloqueio implantando na servidão de passagem que dá acesso a via rural.

De acordo com Juliano da Campestre, a estrada é utilizada a décadas por moradores do distrito, por ambulâncias, transporte escolar, ciclistas, pela população da zona rural e também para o trafego de maquinas agrícolas e transporte de animais, e agora esta com um bloqueio feito pela EixoSP o que prejudica o acesso as propriedades rurais e outros pontos que somente tem acesso pela via bloqueada.

Um dos motivos pelo bloqueio, foi o fato de motoristas estarem utilizando o acesso para fugir da praça de pedágios implantada naquele trecho, o que não justifica a ação arbitrária que pune os demais usuários da estrada.

Juliano ressalta que Ruas, Praças, Praias e Estradas são bens púbicos de uso comum, não podendo uma empresa privada simplesmente bloquear seus acessos com o único objetivo de forçar o cidadão a pagar pedágio.

Ainda na ação, há um pedido liminar solicitando o desbloqueio em caráter de urgência, também é solicitado a intervenção do Ministério publico, intimação a prefeitura de Garça/SP para se manifestar, já que o distrito pertence ao município.

 

Por fim, leia mais O Mariliense

Compartilhe a leitura