Polícia apreende ex-namorado que matou jovem de 19 anos na frente do pai

O adolescente, de 17 anos, ex-namorado da jovem Juliana Fernandes Cândido, foi apreendido na noite dessa sexta-feira (20), pela Polícia Civil de Pindamonhangaba, no interior de São Paulo. Juliana, de 19 anos, foi morta a tiros após sair da aula, quando ia entrar no carro em que seu pai a estava aguardando. Um homem se aproximou, atirou pelas costas da jovem e fugiu correndo.

O ex-namorado de Juliana já era apontado como o principal suspeito pelo assassinato e de acordo com o delegado Horácio Campos, da Delegacia de Investigações Criminais (Deic) de Taubaté, o menor de idade contou com a ajuda de parentes para fugir do local do crime.

Após atirar em Juliana, o adolescente seguiu de carro para o litoral norte de São Paulo, passou pelas cidades de Ubatuba e Caraguatatuba e depois seguiu para São José dos Campos, onde foi apreendido em um cerco policial.

Ao ser levado para a Deic de Taubaté, o ex-namorado da jovem confessou o crime e alegou que tinha um relacionamento amoroso com a vítima, mas que havia ficado sabendo de uma traição. Se dizendo inconformado com a descoberta ele lançou mão de uma arma de fogo e cometeu o assassinato.

O adolescente foi apreendido e agora vai responder por flagrante por ato infracional análogo a homicídio. Cerca de 50 policiais civis de Pindamonhangaba e Taubaté foram mobilizados para a operação de buscas pelo rapaz.

Assassinato

Após ser surpreendido pelos disparos, o pai de Juliana, que estava no carro, tentou socorrer a filha, mas ela já estava morta. Segundo a família, todos sabiam do relacionamento entre os dois jovens e conheciam o rapaz, mas a filha não havia comentado sobre o término da relação. Todos ficaram sabendo depois através de amigos da moça.

O ex-namorado já tinha sido preso por porte de arma. O velório e enterro de Juliana aconteceu na tarde de ontem (20), em Pindamonhangaba.

Por fim, leia mais O Mariliense