Prefeitura realiza 3ª Audiência Pública para Apresentação das Estratégias de Ação do Plano de Habitação Municipal

A Prefeitura de Marília, por meio da Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e da Diretoria de Habitação, e a empresa Oliver Arquitetura e Engenharia promoverão nesta segunda-feira, dia 18 de julho, às 15h, no auditório do Paço Municipal (2º andar), a 3ª Audiência Pública para Apresentação das Estratégias de Ação do Plano de Habitação Municipal, conhecido por PLHIS (Plano Local de Habitação de Interesse Social), que será na forma semipresencial.

Em virtude da pandemia da Covid-19, a forma presencial será restrita somente à Câmara Municipal, Secretaria de Planejamento Urbano, Diretoria de Habitação e diretoria do Conselho de Habitação e Política Urbana de Marília, além da Equipe Técnica do PLHIS.

Haverá também a participação virtual/remota às demais entidades e à população em geral, sendo que o link para acesso será disponibilizado para quem demonstrar interesse.

“Nesta quarta-feira (13) já fizemos uma reunião preparatória com representantes da Secretaria de Planejamento Urbano, Diretoria de Habitação e membros do Conselho de Habitação, que já definiu alguns detalhes para essa 3ª audiência pública. A nossa expectativa é positiva e acredito que teremos uma reunião bastante proveitosa”, disse o Diretor de Habitação, Vicente Moraes.

O secretário municipal de Planejamento Urbano, José Antonio de Almeida, destacou a importância do PLHIS no setor habitacional com visão para o presente e futuro, sendo este um Raio X da cidade.

“O PLHIS é um conjunto articulado de diretrizes, metas e indicadores de planejamento habitacional, com ênfase à população mais necessitada. Nessa 3ª audiência pública já iremos apresentar as estratégias de ação do Plano de Habitação Municipal”, disse o secretário.

O prefeito Daniel Alonso lembrou que o último PLHIS de Marília é de 2010. “Já faz muito tempo e estava muito defasado. Por isso autorizamos que fosse feito um novo plano pela Oliver Arquitetura e Engenharia, que venceu o processo licitatório, com todo apoio técnico e supervisão da Secretaria de Planejamento Urbano e da Diretoria de Habitação. Já tivemos outras duas audiências e agora estamos caminhando para a reta final.”

 

Por fim, leia mais O Mariliense