Bebê de 11 meses é atropelada e tem carrinho arrastado por 500 metros

Uma bebê de 11 meses foi atropelada e arrastada por cerca de 500 metros por um veículo, na noite da última quinta-feira (21), na Zona Sul da cidade de São Paulo. A criança estava em um carrinho passeando com o pai e foram atingidos quando estavam atravessando a rua, na faixa de pedestres.

De acordo com a família, uma camionete vinha pela rua no mesmo sentido e não parou para que os dois completassem a travessia. O pai da criança foi derrubado no chão e o carrinho com a bebê dentro ficou preso no para-choque do veículo, sendo arrastado pela rua.

A esquina onde o acidente aconteceu não tem semáforo, no entanto, há uma sinalização no asfalto com placas para que os motoristas parem durante a passagem de pedestres.

A motorista da camionete foi identificada como Renata Cândida da Cruz Nunes e ela só parou na entrada do condomínio onde reside, após arrastar a bebê por cerca de 500 metros, da Rua Galeno de Castro até a Avenida Eusébio Estevaux.

A criança está internada em um hospital na Zona Sul da capital, com lesões graves nos pés, causadas pelo atrito da pela com o asfalto. Há ainda a possibilidade da bebê ter que passar por cirurgias devido aos fortes ferimentos.

A motorista foi localizada no condomínio em que mora, e informou que estava com a filha no veículo e pensou que tivesse atropelado um ciclista. Ela disse ainda que não parou o carro pois estava assustada e com medo de ser agredida. 

O caso foi atendido pela Polícia Militar e registrado como lesão corporal culposa na direção de veículo pelo 98º Distrito Policial (Jardim Miriam), que requisitou perícia.

Informações: G1

Por fim, leia mais O Mariliense