Prefeitura convida “bikers” para 2ª reunião sobre o Projeto Bikes & Trilhas de Marília

Nesta terça-feira (2), às 20h, na sede do SINHORES (Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares), acontecerá a 2ª reunião sobre o Projeto Bikes & Trilhas de Marília – a sede fica na Rua Bonfim, 460.

O encontro com os praticantes de ciclismo da cidade tem por objetivo apresentar a evolução do projeto apresentado ao governo do Estado para a criação de um Circuito de Trilhas nas estradas rurais da cidade.

A organização está sendo da Secretaria de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico, junto com o COMTUR (Conselho Municipal de Turismo) e com o apoio do SINHORES e do Marília Convention Bureau.

Nesse encontro, além da apresentação de mais detalhes do projeto, também serão trocadas mais informações para a construção coletiva do projeto final. A participação dos bikers é fundamental para elaborar um projeto que atenda às expectativas da população local e dos visitantes que surgirão após essa estruturação.

“O projeto tem como intuito impulsionar o cicloturismo, prática crescente que vem ganhando destaque e é muito bem recomendado pela Secretaria de Estado e reconhecido como grande tendência para cidades com as características de Marília e, além disso, fomentar toda uma rede de suporte junto aos pequenos proprietários rurais para atender esse novo fluxo e incentivar a estruturação para desenvolver atividades do turismo rural como visitações a plantações, café e almoço da fazenda e venda de outros produtos ali produzidos”, disse o prefeito Daniel Alonso.

A verba que a cidade está buscando vem pelo reconhecimento de Marília como MIT (Município de Interesse Turístico) e é referente ao ano de 2022.

É uma verba carimbada para o turismo e só pode ser utilizada em projetos capazes de trazer um novo fluxo de visitantes para a cidade. O Projeto MIT 2019 (primeiro disponibilizado) foi investido no Museu de Paleontologia que está prestes a ser reinaugurado; em 2020 a verba foi contingenciada por causa da pandemia e o MIT 2021 foi direcionado para um projeto de incremento do Bosque Municipal, já aprovado em três etapas junto ao Estado.

 

Por fim, leia mais O Mariliense