Quer “biscoitar” em São Paulo? Veja 10 points para fazer sucesso nas redes sociais

Se você já está assistindo a série Uncoupled, novo sucesso da Netflix que mostra a jornada de Michael, que precisa se reinventar aos 40 e poucos anos após um repentino divórcio, certamente já sabe o significado de “biscoitar”. O termo tem relação com chamar a atenção, receber elogios, ver e ser visto. “Existem vários points que estão bombando no Centro de São Paulo, ideais para biscoitar com estilo”, diz Silvio Sallowicz, especialista em eventos e CEO da Duo & Ecco.

Confira a lista dos 10 lugares do momento para biscoitar na região central da capital paulista, por Silvio Sallowicz:

Cora

Inspirado na escritora Cora Coralina, esse restaurante tem um projeto arquitetônico inovador e culinária com raízes latinas. “O diferencial da casa é a possibilidade de comer em um terraço com vista para o Minhocão e o Edifício Copan, símbolos icônicos da capital paulista. E esse contato com a paisagem urbana rende cliques e selfies bem interessantes”, afirma o especialista.

Endereço: Rua Amaral Gurgel, 344, 6º andar, Vila Buarque. Telefone: (11) 3231-4561 Instagram: @corasp

Balsa

Chamado pelos donos de ‘uma casa de encontros’, é um misto de pub e bar que fica em um rooftop e costuma abrir de quarta a domingo, muitas vezes com música ao vivo. “O lugar é bem moderno, com decoração vintage e permite um contato com o lado mais urbano da cidade. Com vista privilegiada do Anhangabaú, o local é perfeito para fazer um evento ou simplesmente reunir os amigos”, diz Sallowicz.

Endereço: Rua Capitão Salomão, 26, Centro. Telefone: (11) 94177-7477 Instagram: @a_balsa

Club Jerome

Aqui funciona uma balada que normalmente rola de quarta a sábado e é perfeita para quem tem saudade das festas do início dos anos 2000. Recebe com frequência DJs como Felipe Venâncio, Mau Mau, Marina Dias e Zé Pedro. “O som é sempre maravilhoso e o lugar quase que garantia de uma noite animada”, conta Sallowicz. “Atrai um público acima dos 30 anos”, completa o expert.

Endereço: Rua Mato Grosso, 398, Consolação. Telefone: (11) 96175-6328 Instagram: @club.jerome

Casa Fluida

Com três pisos, esse bar cheio de estilo brinda a diversidade e é ao mesmo tempo bar, galeria de arte e casa de shows. Funciona em geral de quinta a sábado, das 18h à 1h. “Frequentada principalmente pela comunidade LGBTQIA+, o lugar promete muita diversão com apresentações de drag queens, drinques e bons petiscos. Além disso, fica em uma antiga residência, agora decorada com muitas cores e neon”, afirma.

Endereço: Rua Bela Cintra, 569, Consolação. Telefone: (11) 98292-1006 Instagram: @casafluida

Riviera

Inaugurado em 1959, esse bar clássico da boemia paulistana havia fechado com a pandemia da Covid-19, mas recentemente ressurgiu, agora sob direção da Fábrica de Bares. O grupo revitalizou a casa e a reabriu como point que funciona 24h. “Um ícone da cidade de São Paulo, o Riviera voltou com uma decoração clássica e intimista. O grande diferencial desse bar é a filosofia de ‘sempre abertos’, tornando esse o point perfeito para finalizar a noite”, diz Silvio Sallowicz.

Endereço: Avenida Paulista, 2584, Consolação. Telefone: (11) 94745-8186 Instagram: @rivierabarsp

Orfeu

Ao lado do Copan, no coração de Sampa, esse bar e restaurante mistura ambiente informal com boa gastronomia, com clássicos da culinária brasileira revisitados. “Com um ambiente pequeno e aconchegante, a proposta do lugar é apresentar uma versão elegante e descolada dos botecos clássicos. Além disso, a decoração industrial e rústica combina muito bem com o ambiente urbano do centro de Sampa”, afirma Sallowicz.

Endereço: Avenida Ipiranga, 318, República. Telefone: (11) 94745-8186 Instagram: @orfeu

Bar dos Arcos

Localizado no porão do Theatro Municipal, esse bar é a escolha perfeita para quem quer visitar um lugar refinado. “Com uma arquitetura incrível, caracterizada pelos arcos que sustentam o subsolo do teatro, o Bar dos Arcos é um dos ambientes mais interessantes do Centro de São Paulo. O cardápio tem petiscos para compartilhar e uma carta de drinques clássicos e autorais”, explica Silvio Sallowicz.

Endereço: Praça Ramos de Azevedo, República. Telefone: (11) 98456-8732 Instagram: @bardosarcos

Espaço Priceless

Uma iniciativa da Mastercard, o complexo gastronômico que abriga o Notiê e o Abaru, comandados pelo chef Onildo Rocha, oferece diferentes experiências sensoriais em um rooftop no centro da capital paulista. “A excelente gastronomia tem como inspiração a cultura e história dos sertões brasileiros, do Rio São Francisco e da Amazônia, entre outras”. “Dispõe de bar, restaurante, café, com uma linda vista para o Theatro Municipal”, diz. “Em resumo, o Priceless é um dos lugares mais completos da região, com diferentes pretextos para uma visita”.

Endereço: Rua Formosa, 157, Centro. Telefone: (11) 2853-0373 Instagram: @espacopriceless

Elevado Bar

Instalado entre os bairros de Santa Cecília e Vila Buarque, é conhecido por seus ótimos vinhos e chama a atenção por ser um ambiente descolado e simples. Todo dia normalmente oferece cerca de vinte opções de vinhos tintos, brancos e rosés, além de uma seleção especial de rótulos selecionados pela casa. A maior parte dos vinhos pode ser consumida em taças ou garrafa. Além disso, dispõe de cerveja, jerez, vermute, vinhos fortificados, cocktails e cachaça. “O ambiente é bem aconchegante e tem uma mesona coletiva, que reúne normalmente gente acima dos 30 anos”, diz Sallowicz. “Além dos vinhos, o local serve pratos simples e deliciosos assinados pelo chef Thales Peixe, que participou do reality The Taste Brazil, do canal GNT”, completa.

Endereço: Rua Jesuíno Pascoal, 16, Vila Buarque. Telefone: (11) 4172-9749 Instagram: @elevado_bar

Divina Increnca

É conhecida por suas gostosas pizzas individuais e um ambiente descontraído e sem frescuras. “Com mesas na rua e um ambiente super aconchegante, a Divina Increnca é o lugar perfeito para um jantar casual ou para petiscar e aproveitar a noite”, afirma Sallowicz.

Endereço: Avenida Amaral Gurgel, 338, Vila Buarque. Telefone: (11) 99156-8300 Instagram: @divinaincrenca

 

Por fim, leia mais O Mariliense