Vazamento de gás tóxico causa morte e internações no interior de SP

Um vazamento de gás tóxico matou uma mulher de 38 anos e deixou ao menos duas pessoas em estado grave na noite de ontem (4), em Pontal (à 266 km de Marília), no interior paulista. A prefeitura disponibilizou um ginásio de esportes para que os moradores dos bairros afetados não permanecessem na região durante a noite.

Segundo o prefeito José Carlos Neves, alguns pacientes precisaram ser transferidos para outras cidades por causa da grande procura por atendimento médico no município. De acordo com ele, ao menos 70 pessoas buscaram os serviços de saúde, sendo que cinco permaneciam internadas na manhã de hoje (5). Duas pessoas haviam sido entubadas ontem.

Aulas suspensas

Devido ao vazamento de gás, a prefeitura de Pontal suspendeu o atendimento de todos os serviços públicos, inclusive as aulas da rede pública e privada. O atendimento deve ser retomado amanhã (6).

De acordo com o prefeito, as causas do acidente estão sendo investigadas. Em uma transmissão ao vivo, realizada na manhã de hoje, ele disse que entre as hipóteses está que o gás seja composto de cloro ou amônia.

A prefeitura divulgou um comunicado informando que análises no bairro de Campos Elíseos, onde houve o vazamento, não indicaram contaminação do sistema de água.

 

Informações: Agencia Brasil

Por fim, leia mais O Mariliense