Tensão entre as Coreias gera insegurança na região

A Coreia do Norte e a Coreia do Sul trocaram, nesta segunda-feira (24), tiros de advertência e acusações de violação da fronteira marítima, novo episódio no contexto de crescente tensão das últimas semanas.

Um navio mercante norte-coreano ultrapassou, na madrugada, a fronteira marítima perto da ilha de Baengnyeong, recuando depois de a Marinha sul-coreana ter disparado tiros de aviso, informou Seul.

As contínuas provocações e reivindicações imprudentes do Norte minam a paz e a estabilidade da península coreana e da comunidade internacional”, afirmaram os chefes de Estado-Maior Conjunto, pedindo a Pyongyang que acabe com essas ações.

Militares da Coreia do Norte disseram que um navio militar sul-coreano violou a fronteira e que o Exército norte-coreano (KPA) disparou dez tiros de aviso, a partir da costa ocidental.

As unidades de defesa da costa ocidental da KPA adotaram contramedida inicial para repelir poderosamente o navio de guerra inimigo”, disse um porta-voz em comunicado.

Mais uma vez, emitimos aviso severo aos inimigos, na sequência das provocações marítimas, além do fogo de artilharia e da transmissão de mensagens por meio de alto falantes”, acrescentou.

A troca de tiros de advertência ocorre no mesmo dia em que a secretária de Estado-adjunta dos Estados Unidos, Wendy Sherman, viaja para o Japão, para conversações tripartites com aliados de Washington, Tóquio e Seul, numa demonstração de unidade após as ações norte-coreanas.

Por fim, leia mais O Mariliense

Fonte: RTP/Agencia Brasil