Austin, no Texas, é a melhor escolha de moradia para imigrantes legalizados, aponta especialista

Os Estados Unidos é um dos países que mais recebem estrangeiros. No entanto, quando um imigrante decide morar no país, a principal dúvida que aparece é qual seria a melhor cidade para se viver.

Nesse caso, é necessário considerar os objetivos e o estilo de vida que se quer levar. No entanto, considerando a qualidade de vida, custo, segurança, lazer e saúde, existem algumas cidades que se destacam e podem ser uma escolha mais acertada.

De acordo com Daniel Toledo, advogado que atua na área do Direito Internacional, fundador da Toledo e Associados e sócio do LeeToledo PLLC, escritório de advocacia internacional com unidades no Brasil e nos Estados Unidos, a cidade de Austin, no Texas é a que mais apresenta possibilidades de crescimento para as pessoas. “Marcas como Tesla, Samsung, Microsoft, Google e IBM construíram fábricas na região e se a estrutura logística for observada, dá para notar que tudo foi criado para que essas empresas se comuniquem entre si com agilidade. Os chips automotivos que vão para os carros da marca são feitos pela Samsung, enquanto o sistema operacional fica nas mãos da Microsoft e da IBM. Tudo naquela região foi feito para que essa operação aconteça de forma fluida e sem problemas logísticos. Consequentemente, centenas de oportunidades de emprego e negócios são geradas com esse movimento”, relata.

O governador do Texas, Greg Abbott, fala abertamente que a expectativa de aumento populacional na região de Austin é de 5 milhões de pessoas até 2025. Para Toledo, isso se mostra como uma grande chance para o crescimento comercial e industrial na cidade. “Vai faltar tudo o que pode ser imaginado, e a cidade irá precisar de pessoas e produtos para abastecer mercados e trabalhar nos comércios e indústrias que estão em pleno desenvolvimento na região. O nível de crescimento e desenvolvimento, tanto de mão de obra como de serviços ou produtos vai ser enorme, resultando em um crescimento exponencial. Ou seja, qualquer coisa que for aberta na cidade tende a florescer, a gerar bons lucros”, declara.

Vale lembrar que Austin recebe anualmente o Grande Prêmio das Américas de Fórmula 1, trazendo turistas de todos os cantos do país para presenciarem o ápice da engenharia automotiva.

Ainda assim, o advogado alerta que é imprescindível que essas pessoas entrem no estado do Texas de forma completamente legal e de acordo com a lei. “É preciso ter consciência de que Texas não é tão flexível quanto California, Flórida e Nova York, que tem uma tolerância maior com relação a imigrantes que queiram chegar de forma ilegal dentro dos Estados Unidos. Não espere essa simpatia do Texano. Ele não vai te receber bem se você tiver intenção de fazer alguma coisa irregular dentro do país. Se a escolha é pela cidade de Austin, o primeiro passo é procurar um especialista em Direito Internacional e solicitar um visto seguindo todos os protocolos legais, aumentando as chances de uma aprovação rápida e sem problemas com os agentes consulares”, finaliza.

 

Por fim, leia mais O Mariliense