Vinho bom e barato? Sommelier dá dicas de rótulos que combinam com o Natal

Não adianta. Apesar do clima de Copa do Mundo – agora um pouco menos celebrado entre os brasileiros – quando chega o mês de dezembro, a empolgação pelas festas de fim de ano já toma conta do brasileiro. Não apenas pelos famosos “amigos secretos” ou “confraternização da firma”, mas a expectativa pelo Natal e fechamento de ano é, sim, uma mobilização nacional.

E é impossível não pensar em Natal e presentes. Ainda mais quando levamos em conta as comidas típicas que cada família traz para a celebração. Por isso, uma grande opção de presente (para ganhar e receber) são vinhos, que cada vez mais tomam conta do gosto do brasileiro e viram uma ótima opção de fim de ano.

“Quando eu trabalhava em lojas de vinhos, sempre dizia para os clientes que, se fossem presentear alguém com um vinho, que levassem algo novo, marcante, e deixassem o ‘de sempre’ para quando a pessoa fosse comprar”, diz Jonas Martins, sommelier e gerente comercial da MMV, importadora de vinhos.

Martins, inclusive, ressalta que a época de Natal combina muito com novidades (época de renovação), pois é a chance de experimentar novas uvas, novos rótulos e fugir daquelas marcas mais famosas que, normalmente, são consumidas ao longo do ano.

Por isso, a MMV trouxe ao mercado brasileiro algumas novidades para o Natal, incluindo um espumante, que costuma fazer muito sucesso com o verão e o calor de fim de ano. Para surpreender os clientes e oferecer um produto de qualidade, a equipe da MMV literalmente garimpou o Sul do Brasil em busca de um rótulo que agregasse qualidade, preço justo e produção sustentável.

O escolhido foi o Moscatel da Cave Antiga, vinícola de Farroupilha, na Serra Gaúcha. Depois de visitar vários locais, Jonas Martins diz que a escolha desse moscatel foi unânime, pois é um vinho muito aromático, fresco, com aromas florais e de frutas como maçã, pera, melão, e toque de hortelã, o que torna esse espumante muito refrescante. Em boca é cremoso e saboroso, com acidez alta que reforça a ideia de refrescância. Além disso, a vinícola tem o perfil da MMV, que busca vinhos em produtores menores, com produtos mais orgânicos e processos naturais. 

A garrafa do Cave Antiga Moscatel sai em torno de R$ 70,00, preço muito justo para um espumante dessa qualidade. A importadora está fornecendo esse rótulo para clientes em todo o Brasil.

Outra sugestão de vinho bom e barato é o Felitche Sauvignon Blanc. Chileno, da vinícola Alto Roble, esse branco é produzido com 100% de uvas Sauvignon Blanc, com fermentação em aço inox, pronto engarrafamento para manutenção em frescor. Aromas muito expressivos e frescos de limão, maracujá e goiaba, com final levemente herbáceo. Em boca é refrescante, com acidez marcante e final cítrico.

O preço do Felitche Sauvignon Blanc está em promoção, e a garrafa que, normalmente sai por R$ 49,00, está custando R$ 39,90 neste Natal, o que faz desse vinho um grande candidato a presentes.

Ainda na linha de vinhos claros, o Inmemorial Viñedo Ancestral Blend Rosé Paso A Paso Wines, da poderosa região de Mendoza/Argentina, traz uma combinação com mais de 5 tipos de uvas (Bonarda, Moscatel, Torrontés, Criolla Grande e Pedro Gimenez), o que faz desse vinho um rótulo singular. Produzido de maneira orgânica, maceração pré-fermentativa de 15 dias (a Criolla sem casca, a Bonarda de cachos inteiros), cofermentação das 5 variedades separadas, leveduras nativas, maloláctica parcial. Trata-se de um grande rosé. Frutas vermelhas frescas como cranberry, morangos e framboesas, toque de flores. Em boca é rústico, refrescante, com acidez marcante. A garrafa está na faixa dos R$ 90,00, preço muito acessível para um vinho de tamanha qualidade.

Fechando o quarteto de fim de ano, não poderia faltar um Malbec argentino, imponente e com presença única. A dica é da Cinco Sentidos Reserva Malbec, da Finca Algarve, safra de 2018. Esse vinho envelhece 12 meses em barris de carvalho francês e americano de 2º uso, sendo encorpado em boca, seco e fresco, com taninos redondos e final longo e macio. É um vinho um pouco mais caro, na casa dos R$ 100,00 a garrafa.

“O vinho de presente é, sim, um gesto muito bacana, e é certo que a pessoa que receber qualquer um desses rótulos vai ficar muito contente com seu fim de ano”, ressalta Martins.

 

Por fim, leia mais O Mariliense