Vinicius Camarinha é diplomado deputado estadual

Reeleito para o seu quinto mandato, sendo o deputado estadual mais votado da história de Marília e região, Vinicius Camarinha (PSDB) foi diplomado na manhã desta segunda-feira (19), em cerimônia realizada pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral).

“Ao lado da minha família, recebi com muita honra e gratidão o diploma para mais um mandato, mais um desafio de representar Marília e os municípios da nossa região. Agradeço a confiança e os 123.316 votos creditados a mim. O trabalho vai continuar”, disse Vinicius Camarinha.

A cerimônia aconteceu na Sala São Paulo, onde também foram diplomados outros 93 deputadas e deputados estaduais, 70 deputadas e deputados federais, o senador Marcos Pontes (PL) e seus dois suplentes de chapa: Professor Alberto (PL) e Sirlange Manga (PL), o governador eleito Tarcísio de Freitas (Republicanos) e seu vice, Felício Ramuth (PSD).

Com uma votação recorde, nas eleições realizadas em 2 de outubro, Vinicius foi o deputado estadual mais votado em 40 municípios da região Centro-Oeste, como: Marília, Cândido Mota, Garça, Paraguaçu Paulista, Pirajuí, Pompeia, Quatá e Vera Cruz, dentre outras.

“Vamos para o quinto mandato mais preparado, com a responsabilidade renovada. Vamos manter a representatividade, principalmente, em benefício de áreas prioritárias, como saúde, educação e social, ajudar que os investimentos do Estado cheguem aos nossos municípios, sobretudo em atenção às crianças e às mulheres”, destacou Vinicius Camarinha, que neste quarto mandato também exerceu a função de líder do Governo na Assembleia Legislativa.

Dentre as principais conquistas do atual mandato, estão: o apoio às entidades assistenciais, o aparelho Pet Scan, de última geração, para a identificação de metástase e tratamento de câncer para o HOU (Hospital Oncológico de Marília); a marginal, em obras, que vai ligar bairros como Maracá, Montana e Trieste Cavichioli ao Centro de Marília e o novo Hospital da Criança e da Mulher, em construção ao lado do HC (Hospital de Clínicas), num investimento de R$ 100 milhões.

 

Por fim, leia mais O Mariliense