Kremlin Russo diz que mísseis Patriot fornecidos pelos EUA vão agravar a Guerra

A Rússia considera que o fornecimento de sistemas de mísseis Patriot dos Estados Unidos à Ucrânia, anunciado durante a visita de Volodymyr Zelensky à Casa Branca, não vai contribuir para resolver o conflito ou impedir o Kremlin de alcançar os seus objetivos.

“Isto não condiz com uma resolução rápida, bem pelo contrário. Isto não pode impedir a  Rússia de alcançar os seus objetivos durante a operação militar especial”, afirmou nesta quinta-feira (22) o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov.

Peskov considera que não houve apelos à paz ou sinais de vontade de “ouvir as preocupações da Rússia” durante a visita de Zelensky na quarta-feira (21), provando que Washington estava agravando a guerra por procuração com a Rússia.

Joe Biden comprometeu-se ontem (21) a entregar à Ucrânia um sistema de mísseis Patriot. Kiev considera que o sistema ajudaria a reforçar as suas defesas aéreas, uma vez que os ataques com mísseis russos contra infraestruturas cruciais e usinas geradoras de energia passaram a se tornar mais regulares.

Os Patriot são um dos mais avançados sistemas de defesa aérea dos EUA, capazes de interceptar ameaças, como aviões e mísseis balísticos. As tropas ucranianas estão aprendendo a utilizá-los na Alemanha. No entanto, ainda serão necessários alguns meses até que possam utilizar no campo de batalha.

Moscou já afirmou que, uma vez identificados, os sistemas serão alvos legítimos de ataques russos.