Milhares de pessoas vão ao Vaticano prestar a última homenagem à Bento XVI

O Vaticano recebeu nesta segunda-feira (2), dezenas de milhares de pessoas que quiseram prestar homenagem a Bento XVI, cuja morte foi anunciada no último sábado (31). O papa emérito tinha 95 anos e vivia em um mosteiro do Vaticano desde 2013, quando se tornou o primeiro em 600 anos a abdicar do cargo. 

A segurança junto à Basílica de São Pedro, onde acontece o velório, foi reforçada. Os visitantes têm de passar por vários postos de controle antes de entrar na Basílica. O velório de Bento XVI começou na manhã de hoje e segue até quarta-feira (4), o enterro está marcado para o dia 5 de janeiro. O público poderá participar dos três dias de velório das 9h às 19h.

Segundo a polícia do Vaticano, nas primeiras cinco horas da cerimónia fúnebre cerca de 40 mil pessoas foram contabilizadas. Ainda assim, o número é muito inferior ao registado quando morreu o Papa João Paulo II, cuja morte motivou a visita de milhões de pessoas que esperaram horas para entrarem na Basílica.

O corpo do Papa, vestido com ornamentos litúrgicos vermelhos e dourados, foi colocado num estrado simples e levado em procissão pelos jardins do Vaticano pouco antes do amanhecer. Junto a Bento XVI estão quatro elementos da Guarda Suíça, responsável pela segurança dos papas.

Começo da despedida

Antes da Basílica ter sido aberta ao público nesta segunda-feira, o presidente italiano Serio Mattarella e a primeira-ministra Georgia Meloni foram os primeiros a prestar homenagem ao antigo papa.

A família de Bento XVI e os médicos que cuidaram dele nos últimos dias de vida também estiveram no local, assim como o assessor mais próximo do papa emérito, o arcebispo Georg Ganswein. O presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, poderá marcar presença no velório, mas a título pessoal e não oficial, segundo a Renascença.

Ao longo do dia, a Basílica ficou cheia de pessoas de todo o mundo que quiseram ver o pontífice pela última vez. A maioria eram padres, freiras e crentes de várias nacionalidades.

O corpo de Bento XVI ficará no Vaticano até à noite de quarta-feira. O seu funeral será realizado no dia seguinte, na Praça de São Pedro e será presidido pelo Papa Francisco. Segundo a sede da Igreja Católica, a cerimônia será simples e solene, de acordo com a vontade do papa emérito.

O Vaticano tem rituais meticulosamente elaborados para a morte de um papa em suas funções. No entanto, não existe um ritual definido para o falecimento de um ex-papa. As cerimônias deste e dos próximos dias poderão, assim, ditar o que acontecerá daqui em diante em situações idênticas.

 

Informações: RTP

Por fim, leia mais O Mariliense