Casal é preso por produzir filmes pornôs com estupro dos filhos de 1 e 6 anos

Uma operação da Polícia Federal prendeu na manhã desta quinta-feira (5), um homem e uma mulher, suspeitos de abusar sexualmente dos filhos, um menino de 6 anos e uma menina de apenas 1 ano e três meses de idade, na cidade de Paraty, no litoral do Rio de Janeiro.

A Operação recebeu o nome de “Non Matri”, “Não é mãe” em latim. De acordo com os policiais, o casal produzia vídeos dos abusos sexuais cometidos com as crianças e divulgavam no exterior. Nas imagens, a PF conseguiu identificar as crianças e a mulher e ainda descobriu que o crime acontecia em Paraty.

Os dois suspeitos foram presos em casa, após a Justiça expedir mandados de busca e apreensão e prisão. A Polícia Federal começou a investigar o caso após informações repassadas pela Agência da União Europeia para a Cooperação Policial (EUROPOL) ao Serviço de Repressão a Crimes de Ódio e Pornografia Infantil da Polícia Federal (Sercopi/PF).

Equipamentos de filmagem

Na residência dos suspeitos, a Polícia apreendeu ainda uma câmera e outros equipamentos de filmagem, além de quatro celulares.

O casal vai responder por estupro de vulnerável e compartilhamento e armazenamento de pornografia infantil, com base no ECA. Eles serão levados ao presídio, onde ficarão à disposição da Justiça. Segundo a PF, os dois podem pegar uma pena máxima de 25 anos de prisão se forem condenados.

As duas crianças foram resgatadas e ficarão sob a tutela de familiares, avós e também com a supervisão do Conselho Tutelar de Paraty, que vai acompanhar o caso.

Informações: G1

Por fim, leia mais O Mariliense