Dez anos após conseguir acesso na A3, MAC  inicia nova caminhada em busca de vaga na A2

Dez anos depois de conseguir o acesso da Série A3 para a Série A2, o que aconteceu na temporada 2013, o MAC (Marília Atlético Clube) vai iniciar na noite desta sexta-feira, dia 20 de janeiro, uma nova caminhada com o mesmo objetivo de uma década atrás.

Naquela oportunidade, o clube era gerido pela empresa Sprimg Sports, comandada pelos empresários Sérgio Roberto Melle (in memorian) e Regiane Melle, que conseguiu dois acessos consecutivos (da A3 para a A2 em 2013 e da A2 para a A1 em 2014).

Coincidentemente, o técnico do MAC na época era Guilherme Alves, que formou aquele elenco vitorioso, mas deixou o comando quase no final da primeira fase, quando Luis dos Reis assumiu, deu sequência ao trabalho e levou à equipe ao acesso.

Agora em 2013 novamente Guilherme Alves terá a responsabilidade de iniciar o trabalho em busca do acesso à Série A2 – este ano será o quarto consecutivo que o MAC tentará esse acesso, tendo fracassado nas temporadas 2020, 2021 e 2022.

Para isso Guilherme Alves manteve a base do elenco vice-campeão da Copa Paulista no ano passado que, inclusive, garantiu ao Marília o direito de disputar a Copa do Brasil, cujo adversário na fase inicial será definido através de sorteio nos próximos dias.

Além disso, o clube contratou o experiente zagueiro mariliense Guilherme Teixeira, que já conquistou acessos da A3 para a A2 com o próprio MAC, com o Novorizontino e com o Noroeste. A diretoria maqueana ainda busca a contratação de um meia para completar o elenco.

Guilherme Alves demonstra confiança no grupo de jogadores, mas espera dificuldades na competição, principalmente em razão do investimento de alguns clubes, como Matonense e São José, por exemplo.

Para a estreia desta noite em Birigui contra o Bandeirante – a partida começa às 20h, o treinador do MAC deverá contar com força máxima. O time provável será formado por Lucas Passarelli; Guilherme Teixeira, Victor Souza e Marlon Lopes; Dênis Leite, Matheus Silva, Anderson Silva e Heitor; Murilo, Madalena e Bosco.

 

Coluna Esportiva de Miquele Marvulo

Por fim, leia mais O Mariliense